Ave, alegra-te!


25 de março – Nossa Senhora da Anunciação

O termo grego para ‘Ave’ usado por Lucas (1,28) é “chaire”, é a sudação grega que corresponde ao “salamalek” dos árabes atuais ou ao “Shalom lak” dos hebreus, podendo-se traduzir assim: “Salve, a paz esteja contigo!”. Existe uma conotação de alegria na palavra “chaire”, porque em grego alegria é “chára” que tem a mesma raiz de “cháris”, graça. A alegria (chára) brota da manifestação da graça (cháris). Muitos exegetas estimam que o ‘Ave’ dito pelo anjo a Maria não passa de uma mera saudação, cheia de deferências, dado o caráter excepcional das circunstâncias. Outros opinam que não se trata propriamente de uma saudação, mas de um imperativo, convidando para a alegria. A tradução correta do ‘Ave’ seria então: Alegra-te Maria!

E este sentido se impõe pelo sentido de toda a perícopa da anunciação (Lc 1,26-38) que está calcada sobre três profetas do antigo testamento, de Sofonias (3,14-17), de Joel (2,21-27), e de Zacarias (9,9). O anúncio do anjo faz eco a estas três profecias, cujo conteúdo é: “ Alegra-te, filha de Sião 9Israel), porque Javé, teu rei, Javé teu Deus, está em teu meio”. As profecias querem proclamar a alegria messiânica. E nas três vezes o fazem, usando a expressão ‘chaire’, que são Jerônimo verteu para o latim por ‘Ave ’.

Do livro: Ave Maria: o feminino e o Espírito Santo.
Leonardo Boff. Ed Vozes. Pág. 32e 33.
*************************************************************************************

Hora da ave Maria
Rádio Recife FM: 97.5 - 18h.

Comentários