Pular para o conteúdo principal

Catequese e vida da Igreja - Entrevista com a irmã Elisabete

A Crisma é o sacramento em que o jovem confirma as promessas do batismo que um dia foram feitas por seus pais e padrinhos. A partir desse momento, é a própria pessoa quem decide ser cristão e católico. Por isso é considerado o sacramento da maturidade cristã.

Em 2009, Padre Josivan convidou as Irmãs dos Pobres de Santa Catarina de Sena para realizar a formação catequética dos jovens que pretendem reafirmar o batismo na Paróquia Bom Jesus do Arraial para viver a fé de maneira adulta e comprometida com a sociedade e com a Igreja. Nesta edição,conversamos com as irmã Elisabete sobre a crisma e a juventude.

HE- Qual a missão especifica da sua congregação e por que foi fundada?

Ir. Elisabete: Nossa missão acontece em lares de crianças, abrigos de idosos, hospitais, paróquias e colégios. Nossa congregação foi fundada no ano de 1874 pela Bem Aventurada Savina Petrili, para atender as necessidades daquela época e a mais urgente era a de crianças abandonadas. A nossa fundadora dizia que onde estivesse um irmão necessitado, ali era o lugar das irmãs dos pobres.

HE- Qual a importância da educação cristã no Brasil de hoje e como pode ser oferecida considerando a sociedade e as leis brasileiras que valorizam a diversidade?


Ir. Elisabete: Ciente de uma prática individualista e consumista das pessoas do mundo atual, a educação cristã tem um papel fundamental de transmitir os valores da vida de forma renovada. E como transmitir? Quando no sistema de evangelização o eixo central é Deus, o acolhimento e o testemunho da vida, tudo se torna mais flexível, as barreiras são destruídas, não existe separação entre religiões, culturas ou raças. O ensinamento é para todos.

HE- é possível traçar um perfil dos jovens que atualmente buscam a renovação do batismo mediante o sacramento da crisma?


Ir. Elisabete: Os jovens que hoje buscam o sacramento da crisma, são jovens que de uma forma ou de outra têm o desejo de mudança. São cientes de que a vida não é um oba-oba, mas que temos um Deus que nos ama e querem conhece-lo melhor. Influencia bastante, neste religioso, a formação familiar.

HE- Há quem diga que a juventude de hoje é menos idealista que a juventude das gerações passadas. O que pensa sobre isto?


Ir. Elisabete: Não concordo com a afirmação, pois acredito que podemos, sim, ter ideais diferentes. Talvez, devido a velocidade dos meios de comunicação que leva uma comunicação imediata com o mundo, desenvolve no jovem a tendência do imediatismo e talvez isso passe uma visão de falta de ideal. Mas o que eles precisam é solidificar suas potencialidades, a fim de que quando assumirem compromissos sérios possam ter a capacidade de irem até o fim.

HE- Quais os métodos mais apropriados para realizar, atualmente, o serviço catequético? Por quê?


Ir. Elisabete: métodos relacionados ao sociointeracionismo, porque o catequizando ou crismando já possui um conhecimento prévio dos conteúdos que serão abordados; assim, é importante que os encontros sejam realizados de tal forma que desperte nele o desejo de partilha, da busca do conhecimento mais profundo de Deus em um grupo na comunidade. Nesta prática, o método ‘ver, julgar e agir’, continua atual e renovado.

HE- Qual o papel da família nesse processo?


Ir. Elisabete: O papel da família é fundamental, são raros os casos em que o adolescente ou jovem inicia um compromisso mais exigente na Igreja sem o apoio da família. Ela é a base. Por isso é importante a presença da família não apenas nas reuniões de pais mas vez ou outra, para saber como está a caminhada do filho ou da filha e ao mesmo tempo partilhar sua percepção a respeito dele(a) em casa.

HE- Sobre o ANO CATEQUÉTICO lançado pela CNBB, como vê o significado deste projeto para o trabalho dos catequistas e o proveito para a Igreja?


Ir. Elisabete: O Ano Catequético por si, possui características positivas e atraentes: “Não nos ardia o coração quando Ele nos explicava as escrituras e repartia o pão?”. Acredito que temos de transmitir aos nossos catequistas este ardor missionário que ardia no coração dos discípulos. Para isso é necessário mergulhar fundo neste Amor Divino para transmiti-lo ao outro sem temer os desafios. A partir deste princípio missionário, a Igreja só tem a ganhar, pois teremos a capacidade de trair mais pessoas com uma formação mais fecunda e amante do Reino.

Agradecemos a entrevista!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagem para o Dia Internacional da Mulher - Missa dos jovens 17h

Igreja Bom Jesus do Arraial
Grupo: Maria: Rainha dos Apóstolos


Dia Internacional da Mulher


Ser mulher...
É viver mil vezes em apenas uma vida
É lutar por causas perdidas e sempre sair vencedora.
É estar antes de ontem e depois do amanhã
É desconhecer a palavra recompensa
Apesar de seus atos.
Ser mulher...
É chorar de alegria e muitas vezes
Sorrir com tristeza.
É acreditar quando ninguém mais acredita.
É cancelar sonhos em prol de terceiros.
É esperar quando ninguém mais espera.

Ser mulher...
É estar em mil lugares de uma só vez.
É fazer mil papeis ao mesmo tempo.
É ser forte e fingir que frágil...
Para ter um carinho.
Parabéns mulher!
Não pelo oito de março;
Mas,
Por serem mulheres...
Fortes e Lutadoras,
Duras e fracas,
Mulheres de todas as raças,
Mulheres guerreiras,
Mulheres sem fronteiras,
Mulheres de beijo e abraço

Parabéns pelo dia 8 de março


Confira as fotos da entrega das tulipas feita pelo grupo jovem Maria: Rainha dos Apóstolos:

http://www.vibeflog.com/igrejadaharmonia

Andor de Nossa Senhora da Conceição

O blog Harmonia Extra traz em primeira mão para todos os internautas que acompanham o informativo através da internet, como foi os preparativos do andor com a imagem de Nossa Senhora da Conceição.

Com muita fé e amor, o cabelereiro e decorador Silvio com sua equipe, foi quem fez a decoração completa do andor. Este ano, em homenagem a França, o andor foi revestido por rosas vermelhas, azuis e brancas. Nos pés da imagem foi construída uma pequena cidade cenográfica que retrata o tema da Festa “Maria, Um Olhar Sobre a Cidade”.

Antes:   




















Depois:









Equipe que ajudou na Decoração do Andor de Nossa Senhora da Conceição

Entrega de novas fitas do Apostolado da Oração

Na primeira sexta feira do mês de julho, dia 01, tivemos a cerimônia da entrega das fitas às novas zeladas do Apostolado da Oração de nossa paróquia bem como a passagem de antigas zeladas para zeladoras.
Com o recebimento do manual e da patente as novas zeladas incorporam-se a um movimento centrado na devoção ao Sagrado Coração de Jesus. A devoção ao Sagrado Coração de Jesus iniciou-se ao pé da cruz no momento em que o soldado com uma lança perfurou lhe o lado abrindo Seu coração. O 'Apostolado da Oração teve seu início na França em uma casa de estudos em Valsperto de Le Puy. Crescia nos estudantes de teologia e filosofia, presos em seus livros e temas escolares, o anseio de realizar algum apostolado direto nas paróquias junto ao povo. Inspirado pelo Espírito Santo Pe Francisco Xavier Gautrelet, jesuíta, no dia 3 de dezembro de 1844 lançou essa luminosa idéia: oferecer seus trabalhos e estudos, sacrifícios e alegrias, oferecendo tudo, em espírito apostólico, nascendo assim o Aposto…