Pular para o conteúdo principal

Coluna Mariana: Santa Maria mãe de Deus


dia primeiro de janeiro


O concílio de Éfeso, em 431, definiu que Maria é “Theotókos”, ou seja, a “Mãe de Deus”. A intenção do concílio era afirmar a unidade da pessoa de Cristo, pois reconhecer Maria mãe de Deus significa professar que Cristo, filho de Maria, segundo a geração humana é filho de Deus e Deus ele mesmo. Deus na expressão mãe de Deus, designa somente a pessoa do Filho. (...) Este foi o primeiro dogma proclamado oficialmente na Igreja (...). A maternidade de Maria constitui seu título mais glorioso; essa maternidade não interessa somente a ela, mas a todo o povo de Deus. Deus quer ser homem, isto é, deseja autocomunicar-se a um diferente de si mesmo. Maria é o meio escolhido por Deus para a encarnação de seu Filho. Os caminhos de Deus e da humanidade cruzam-se nela. O que valoriza a participação de Maria é a sua liberdade: livremente dá a Deus o seu “Sim”. Não se pode aceitar um Deus encarnado, sem aceitar Maria que lhe deu a carne humana.
Fonte: Com Maria, a mãe de Jesus.
Dom Murilo S.R. Krieger, scj – Paulinas. p. 115.








Consagração à Santíssima Virgem Maria

Eu te escolho hoje, ó Maria, na presença de toda a corte celeste, por minha mãe e minha rainha. Eu te entrego e consagro, com toda submissão e amor, meu corpo e minha alma, meus interiores e exteriores e, também, o valor de minhas boas ações passadas, presentes e futuras. Concedo-te inteiro e pleno direito de dispor de mim e de tudo o que me pertence sem exceção, segundo a tua boa vontade para maior glória de Deus.
                                                          Amém.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagem para o Dia Internacional da Mulher - Missa dos jovens 17h

Igreja Bom Jesus do Arraial
Grupo: Maria: Rainha dos Apóstolos


Dia Internacional da Mulher


Ser mulher...
É viver mil vezes em apenas uma vida
É lutar por causas perdidas e sempre sair vencedora.
É estar antes de ontem e depois do amanhã
É desconhecer a palavra recompensa
Apesar de seus atos.
Ser mulher...
É chorar de alegria e muitas vezes
Sorrir com tristeza.
É acreditar quando ninguém mais acredita.
É cancelar sonhos em prol de terceiros.
É esperar quando ninguém mais espera.

Ser mulher...
É estar em mil lugares de uma só vez.
É fazer mil papeis ao mesmo tempo.
É ser forte e fingir que frágil...
Para ter um carinho.
Parabéns mulher!
Não pelo oito de março;
Mas,
Por serem mulheres...
Fortes e Lutadoras,
Duras e fracas,
Mulheres de todas as raças,
Mulheres guerreiras,
Mulheres sem fronteiras,
Mulheres de beijo e abraço

Parabéns pelo dia 8 de março


Confira as fotos da entrega das tulipas feita pelo grupo jovem Maria: Rainha dos Apóstolos:

http://www.vibeflog.com/igrejadaharmonia

Andor de Nossa Senhora da Conceição

O blog Harmonia Extra traz em primeira mão para todos os internautas que acompanham o informativo através da internet, como foi os preparativos do andor com a imagem de Nossa Senhora da Conceição.

Com muita fé e amor, o cabelereiro e decorador Silvio com sua equipe, foi quem fez a decoração completa do andor. Este ano, em homenagem a França, o andor foi revestido por rosas vermelhas, azuis e brancas. Nos pés da imagem foi construída uma pequena cidade cenográfica que retrata o tema da Festa “Maria, Um Olhar Sobre a Cidade”.

Antes:   




















Depois:









Equipe que ajudou na Decoração do Andor de Nossa Senhora da Conceição

Entrega de novas fitas do Apostolado da Oração

Na primeira sexta feira do mês de julho, dia 01, tivemos a cerimônia da entrega das fitas às novas zeladas do Apostolado da Oração de nossa paróquia bem como a passagem de antigas zeladas para zeladoras.
Com o recebimento do manual e da patente as novas zeladas incorporam-se a um movimento centrado na devoção ao Sagrado Coração de Jesus. A devoção ao Sagrado Coração de Jesus iniciou-se ao pé da cruz no momento em que o soldado com uma lança perfurou lhe o lado abrindo Seu coração. O 'Apostolado da Oração teve seu início na França em uma casa de estudos em Valsperto de Le Puy. Crescia nos estudantes de teologia e filosofia, presos em seus livros e temas escolares, o anseio de realizar algum apostolado direto nas paróquias junto ao povo. Inspirado pelo Espírito Santo Pe Francisco Xavier Gautrelet, jesuíta, no dia 3 de dezembro de 1844 lançou essa luminosa idéia: oferecer seus trabalhos e estudos, sacrifícios e alegrias, oferecendo tudo, em espírito apostólico, nascendo assim o Aposto…