domingo, 31 de janeiro de 2010

Arquidiocese nomeia dois padres para a Paróquia do Morro

No dia 27 de janeiro de 2010, tomou posse na paróquia do Morro da Conceição, dois novos padres que irão substituir o padre Anistaine Soares, que saiu da paróquia para caminhar e evangelizar em uma comunidade bastante carente que precisa de muita fé e atenção.

A paróquia do Morro estava lotada, diversos fiéis de várias comunidades estiveram presentes, entre elas, a nossa paróquia, que demonstraram o carinho especial com o padre Anistaine e para dar boas vindas aos novos padres.

Os padres José Roberto e Severino Lourenço de Aguiar, foram nomeados pelo arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido para continuar o trabalho de evangelização dentro da comunidade, administrando e realizando as celebrações.

No discurso, o padre Roberto, afirmou que irá dar prioridades as missões populares, e que estará subindo e descendo ladeiras para evangelizar as pessoas.

Foi um momento bastante emocionante, onde o padre Anistaine Soares, chorou relembrando momentos em que a comunidade esteve presente e agradeceu também a várias pessoas dos momentos que esteve na nossa matriz, onde ajudou e celebrou missas.

Confira algumas fotos:







Q U A R E S M A

A quaresma é um período de 40 dias que se inicia a partir da quarta-feira de cinzas.

É um tempo privilegiado de conversão e de espera para celebrarmos o tríduo pascal.

FIQUE ATENTO PARA OS HORÁRIOS DA VIA-SACRA

Mensagem do mês:

“Emprestemos os nossos pés para o Evangelho. Que ele corra e se espalhe”.


Ir. Tecla Merlo
Co-fundadora das irmãs paulinas

Mutirão de Comunicação

O mutirão de comunicação acontecerá entre os dias 3 e 7 de fevereiro de 2010 na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e reunirá jornalistas, professores, artistas, publicitários e membros da Pascom de toda a América Latina. Acompanhe e informe-se no site: www.muticom.org e nos meios de comunicação católicos.

Coluna Mariana

A INTELIGÊNCIA DE MARIA

Os psiquiatras e psicólogos analisam comportamentos e os interpretam, mas nunca penetram no centro da psique. Entretanto, para Maria, Deus penetra no impenetrável, sonda o palco da mente humana e avalia diretamente os pensamentos em sua essência. Avalia-os e julga-os. Por isso, segundo o seu cântico “Deus dispersa os homens de pensamentos orgulhosos.

Para a jovem mãe do menino Jesus Deus não era uma miragem da sua mente ou um produto hipotético do judaísmo. Mas era tão concreto quanto seu próprio ser. Ela usa em seu poema a anatomia humana para dar concretude a seu Deus. Declara que Deus intervém: “ com toda a forçado seu braço”. Ela está convicta de que Deus não é alienado ao sofrimento humano, Ele ouve, vê e atua com seu braço.
Augusto Cury.

MARIA: A maior educadora da história.
Ed. Academia de inteligência. p. 86.

HARMONIA DO FUTURO - Júlia Gabriele

Com apenas 9 anos de idade e muita disposição, Júlia é um dos muitos exemplos das crianças de nossa paróquia que já nos apontam o quanto os pequeninos precisam e esperam pelo nosso apoio e incentivo para crescerem na fé e no serviço generoso da Igreja . . .

Identificar e valorizar o potencial que se verifica nos mais novos é o maior sinal de sabedoria que se pode perceber em uma instituição porque as novas gerações trazem consigo uma nova vitalidade capaz de dar continuidade, de forma criativa e atualizada, ao grandioso trabalho que os adultos já conseguiram realizar até o presente.

Em nossa Paróquia Bom Jesus do Arraial são inúmeros os rostinhos, entre crianças e adolescentes, que já começam a demonstrar que o futuro da Harmonia será bem dinâmico, pois eles apresentam grande vivacidade e vontade de aprender e participar. Uma canção muito bonita do padre Zezinho fala sobre esse entusiasmo natural e necessário dos pequenos:

“Tu me fizeste
Uma das tuas criaturas
Com ânsia de amar...
Águia pequena
Que nasceu para as alturas
Com ânsia de voar”.

Entre os nossos pequeninos, apresentamos neste mês a menina Júlia Gabriele, aluna da quarta série da Escola Nossa Senhora das Dores. Júlia é membro do grupo Anjos de Maria e também se envolve em outras tarefas em alguns momentos da liturgia. São as palavras de Júlia: “Eu acho tudo muito interessante porque eu participo do grupo Anjos de Maria, também acolito nas missas de domingo pela manhã e canto salmos. Acho que outras crianças deveriam entrar na Igreja e participar para crescer fazendo coisas boas”.

Para todo esse empenho e dedicação, as crianças precisam de incentivo e é de fundamental importância o apoio da família. Júlia conta com o incentivo do pais, Joselma e Ricardo, que também são católicos praticantes e estão sempre presentes nas celebrações e ações evangelizadoras da paróquia. Joselma se alegra muito com a participação de Júlia na Igreja: “ Ela é muito querida pela senhoras da paróquia que lhe querem muito bem e também acho bom que ela se desenvolva como boa cristã. Ela sabe refletir a partir dos ensinamentos da Igreja e até já incentiva as amiguinhas tanto na escola quanto às suas primas. Estamos sempre dispostos a incentivar a sua participação nas atividades durante todo o ano litúrgico”.

Quando perguntamos sobre qual a palavra que definiria seu sentimento de participar dos grupos e atividades da Igreja Júlia respondeu rápido: ALEGRIA!

Em maio deste ano acontecerá o XVI Congresso Eucarístico Nacional.
Rezemos para que os debates e discussões da Igreja no Brasil sejam abençoados pelo Espírito Santo e rendam bons frutos para a orientação da fé em nosso país.

Campanha da Fraternidade CNBB / 2010

VOCÊS NÃO PODEM SERVIR A DEUS E AO DINHEIRO

Pedro Gomes
Novo colaborador da PASCOM HARMONIA EXTRA

A Campanha da Fraternidade que ano será ecumênica pela terceira vez, quer unir as Igrejas Cristãs para a promoção de uma economia a serviço da vida, da justiça social e para uma prudência ecológica que perceba a importância e a relação do meio ambiente em que vivemos nas atividades de desenvolvimento econômico, social e cultural (cultura de paz), e vem nos apresentar a constante preocupação e atenção que a Igreja Católica Apostólica Romana tem com os pobres, que mais necessitam do acolhimento e da inclusão da nossa sociedade, cada vez mais consumista e capitalista, na qual poucos ostentam uma vida de alto padrão de qualidade, enquanto a maioria dos brasileiros enquadra-se na classe pobre e muitos ainda mendigam na miséria, abaixo da linha da pobreza.

Com o tema deste ano, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) propõe uma economia isossocial, ou seja, uma distribuição de renda justa e solidária para com todos os trabalhadores, objetivando a diminuição da desigualdade social. Para os cristãos esse apelo torna-se ainda mais forte e bem mais visível, pois somos nós cristãos, católicos ou não, que devemos dar primeiramente o exemplo de honestidade e justiça não somente com palavras, mas com atos e ações concretas que propiciem verdadeiramente o crescimento da qualidade de vida de todos, em particular dos pobres e necessitados, dos excluídos da nossa comunidade, que muitas vezes passam fome muito perto de nós, porque não dispõem do dinheiro suficiente para comprar nem sequer o próprio alimento uma vez que as necessidades básicas do homem e também direitos seus são: moradia, vestuário e alimentação.

Peçamos a Deus sabedoria para os nossos políticos e governantes, àqueles que tem a autoridade dada por Deus e expressa pelo voto de seu povo, que façam valer políticas públicas de inclusão dos pobres em nossa sociedade, trazendo soluções que não apenas mitiguem parcialmente as dificuldades que percebemos no cotidiano das pessoas, mas que busquem erradicar o preconceito e a discriminação com a classe mais sofrida, da qual disse Jesus ser bem-aventurada e sobre a qual Jesus se compadeceu tantas vezes, porque eram como ovelhas sem pastor.

Memórias e Tecnologias

Anselmo Cabral
Professor e MECEP



Não é pequeno o número de pessoas que vez ou outra, gosta de sentar numa boa poltrona ou diante de um computador e reabrir antigos álbuns ou arquivos de fotografias para recordar bons momentos que ficaram registrados por meio do clic de uma maquina fotográfica.

As fotografias têm esse condão de nos levar de volta ao passado e reacender as emoções preciosas dos fatos que nunca mais voltarão a acontecer mas que ficaram guardados e documentados. Por isso uma imagem fotográfica não é apenas um registro iconográfico para um deleite meramente sentimental, é também uma fonte histórica. Muitas informações de um tempo que não existe mais estão lá, num jeito antigo que as pessoas tinham de se vestir, num mobiliário que já não é mais produzido ou na paisagem de muitos lugares que com o tempo tiveram sua organização urbanística modificada pelo progresso.

Este mesmo progresso possibilitou a digitalização das imagens e a produção em grandes quantidades de fotografias que muitas vezes se perdem porque não são mais reveladas em papel nem devidamente ‘guardadas’ em mídias resistentes e, por isso, se perdem, inviabilizando a possibilidade de serem novamente apreciadas no futuro.

As fotografias são fontes de informações e de emoções e devem ser tratadas com a importância documental que têm. Organize seu banco de imagens pessoal. Verá que com o correr do tempo será prazeroso e útil dispor desta fantástica possibilidade de rever o passado e de reencontrar nele detalhes de um mundo que fora das fotos só existem na nossa memória e na nossa emoção.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Ajude as vítimas do Haiti


A paróquia da Harmonia está realizando uma campanha para ajudar os nossos irmãos do Haiti, que estão desabrigados por causa do terremoto que abalou o país na terça-feira (12 de janeiro).

Foram mais de cem mil mortos já confirmados, entre eles, 18 brasileiros e milhares de desaparecidos ainda. Devemos ajudar a reerguer o país, que apesar de nossos irmãos estarem sofrendo com esta situação caótica, sofrem ainda com a pobreza e a miséria.


Doações:

Água Mineral

Alimentos não perecíveis



Local de Doação: * Paróquia Bom Jesus do Arraial (Paróquia da Harmonia)



Horário de entrega:

Secretária: 08h até 12h / 14h até 16h

Sacristia: Segunda a sábado: 18h até 20h / Domingo: 06h até 11h, 17h até 18h

 

sábado, 9 de janeiro de 2010

Recife encerra festejos de Natal


Na quarta-feira, 06 de janeiro, encerraram no Sítio da Trindade os festejos natalinos da cidade do Recife com a famosa tradição da Queima da Lapinha.


A concentração foi na Igreja da Harmonia às 18h, onde diversos pastoris cantavam e dançavam ao som da orquestra do Maestro Mendes.

Foi um momento de fé, devoção e alegria onde, centenas de pessoas se reuniram jogando na lapinha os seus pedidos para o ano de 2010 e depois acompanharam a procissão até o Sítio da Trindade onde lá se iniciou o ritual da queima da lapinha.

Os integrantes do bloco carnavalesco Cordas e Retalhos fizeram também uma apresentação no palco principal dando inicio ao carnaval.

A queima da Lapinha teve início na Idade Média, por volta do século XVI, reunindo todas as manifestações do ciclo natalino e algumas do carnaval.

Concurso Cultural

Harmonia Extra faz entrega do prêmio a Gutemberg Côrrea. Ele foi contemplado com uma bíblia católica e um calendário 2010.

Gutemberg escreveu a seguinte frase: “Ao Senhor, nosso Deus, pertence o perdão, cabe ao homem fazer por onde recebê-lo”.