Coluna Mariana

A INTELIGÊNCIA DE MARIA

Os psiquiatras e psicólogos analisam comportamentos e os interpretam, mas nunca penetram no centro da psique. Entretanto, para Maria, Deus penetra no impenetrável, sonda o palco da mente humana e avalia diretamente os pensamentos em sua essência. Avalia-os e julga-os. Por isso, segundo o seu cântico “Deus dispersa os homens de pensamentos orgulhosos.

Para a jovem mãe do menino Jesus Deus não era uma miragem da sua mente ou um produto hipotético do judaísmo. Mas era tão concreto quanto seu próprio ser. Ela usa em seu poema a anatomia humana para dar concretude a seu Deus. Declara que Deus intervém: “ com toda a forçado seu braço”. Ela está convicta de que Deus não é alienado ao sofrimento humano, Ele ouve, vê e atua com seu braço.
Augusto Cury.

MARIA: A maior educadora da história.
Ed. Academia de inteligência. p. 86.

Comentários