Acessibilidade - Questão de Cidadania



Pedro Gomes
Colaborador da PASCOM Harmonia Extra e estudante de Engenharia de Produção Civil no IFPE – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco.

     Nestes últimos anos ouvimos falar com freqüência sobre temas como inclusão social e acessibilidade. Mas, para compreendermos melhor esses termos precisamos saber o que significam e quais as suas importâncias e/ou impactos diretos que causam na vida da comunidade.
      
Acessibilidade nada mais é do que assegurar que as pessoas portadoras de algum tipo de necessidade específica, seja ela visual, física ou motora, tenham acesso, em igualdade de direitos, aos mesmos direitos dos indivíduos comuns. Sendo assim, hoje em dia  é uma obrigatoriedade tão intensa quanto a preservação ambiental, garantir em todos os empreendimentos: edifícios, shopping center, Igrejas... rampas de acesso e estacionamento privativo aos nossos irmãos em Cristo que necessitem de tais recursos, assim como também nos meios de transporte, ônibus e metrôs existem lugares reservados e garantidos por lei para essas pessoas.

Na nossa Paróquia como sendo um instrumento não apenas de inclusão social, mas também de direcionamento espiritual não podia deixar, como parte de sua missão, de ter a visão humana para acolher os portadores de necessidades especiais. A exemplo disso temos as rampas de acesso na entrada e no banheiro, além do estacionamento privativo.   
      No Brasil o dia nacional da pessoa com deficiência é comemorado em 21 de setembro.
       Peçamos, pois a Nosso Senhor Jesus Cristo que por meio do Espírito Santo estejamos sempre alerta para ajudarmos esses nossos irmãos, que Ele nos dê a sabedoria, o entendimento e o discernimento para que não fechemos os olhos diante das necessidades daqueles dos quais Jesus declarou: “ É para que a Glória de Deus seja manifestada por meios deles”.  

Comentários