terça-feira, 22 de junho de 2010

4ª Caminhada Arquidiocesana Sim à Vida

Solidariedade


Algumas cidades do Estado de Pernambuco esses dias sofreram com as fortes chuvas que devastaram e desabrigaram mais de um milhão de pessoas. Nossos irmãos precisam de nosso apoio para a reconstrução de suas vidas e sonhos.

O Harmonia Extra está empenhado para ajudar e estamos arrecadando roupas, água mineral, cobertores, colchões e alimentos não perecíveis que serão doados nos pontos de arrecadação.

A arrecadação pode ser feita na secretaria da paróquia das 08h até 12h e das 19h até às 20h e com Manoel na sacristia da paróquia. Maiores informações: 8519-5002


Outros pontos de entrega:

Quartel do Derby
Corpo de Bombeiros
Paróquia Bom Jesus do Arraial

Arraiá da Harmonia


No sábado, 19 de junho, aconteceu no salão principal, a festa de confraternização junina da paróquia Bom Jesus do Arraial. Este ano com muita alegria e forró no pé os paroquianos dançaram, participaram de sorteios e um bingo relâmpago que sorteou uma sanduicheira, um espremedor de frutas e um balaio recheado de comidas de milho.

Houve também uma apresentação do grupo de crianças Anjos de Maria que dançaram a música “Olha pro Céu” de composição do saudoso Luiz Gonzaga. Quem não veio a festa junina poderá conferir os vídeos na TV Harmonia Extra: www.youtube.com/tvharmoniaextra e fotos através do site ForrozeirosPE que cobriu também a festa: www.ForrozeirosPE.com.br .


* Os valores arrecadados com o bingo e as comidas típicas na festa junina foram revertidas para as obras da paróquia.

Confira algumas fotos:

Páscoa dos Idosos - MAIO

No dia 11 de maio de 2010 as voluntarias da caridade organizaram a páscoa dos 50 assistidos pela associação onde nosso pároco, Pe. Josivan Sales celebrou umaa missa às 15h na matriz.

Após a missa, os idosos participaram de um pequeno encontro, receberam a feira mensal e uma toalha de banho que foi doada pelos contribuintes. Houve também sorteio de brindes e lanche.

Jubileu dos 75 anos de Apostolado da Oração


No dia 11 de junho de 1935 foi criado o grupo Apostolado da Oração na paróquia Bom Jesus do Arraial. Já se passaram 75 anos de muita luta e solidariedade

Uma missa solene marcou os 75 anos do grupo que neste dia empossou novos membros que estarão assumindo um compromisso com a paróquia na divulgação do evangelho. Uma procissão dentro da matriz marcou a celebração onde mais de 50 pessoas entraram com o padre Josivan e celebraram com alegria o jubileu.

Uma celebração que deu posse a novos membros que receberam a fita, o certificado e o manual e de 6 pessoas que deixaram de ser zeladas para se tornarem zeladoras e ajudar as novas integrantes.

Após a missa, foi feito um recepção no salão paroquial, onde a representante do Apostolado da oração, Eunice, homenageou os mais antigos membros e agradeceu a todos pela caminhada rumo a evangelização.

Confira algumas fotos:

sábado, 5 de junho de 2010

Igrejas na luta contra o crack


A s Igrejas Católica e a Evangélica vão se aliar ao estado para prevenir, acolher e ajudar a reinserir os usuários do crack na sociedade. O apoio dos religiosos ao programa estadual de enfrentamento da droga, lançado na semana passada, se dará por meio de instituições ligadas às igrejas, mas sem fins lucrativos. Os recursos disponíveis giram em torno de R$ 13 milhões, dentro dos R$ 55 milhões previstos para serem investidos pelo estado em ações emergenciais de combate à expansão da drogra no território pernambucano.A Secretaria de Desenvolvimento Social terminou, ontem, no Seminário Presbiteriano, localizado no bairro da Madalena, uma série de visitas que vinha fazendo às principais igrejas cristãs do estado.Num trabalho silencioso que realizava desde o mês passado, o governo conseguiu fechar o apoio ao plano com um dos segmentos mais influentes da sociedade.

A participação das igrejas ainda está sendo desenhada, mas já está tomando forma. O primeiro passo será um levantamento de todas as instituições que podem receber ajuda financeira do estado para trabalhar com o usuário de drogas. A inscrição na Rede Estadual de Enfrentamento ao Crack já pode ser feita por meio do endereço eletrônico www.sigas.pe.gov.br. Lá existe um formulário no qual se pode apresentar sugestões e dizer como quer participar. As melhores propostas serão escolhidas minuciosamente. O trabalho junto às igrejas foi feito pelo secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Roldão Joaquim, e pelo secretário executivo da mesma pasta, Acácio Carvalho.
 
A problemática foi discutida com as principais denominações da igreja evangélica (Assembleia de Deus, Batista e Presbiteriana), com as dioceses católicas do interior e com o arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido. As sugestões foram colhidas em cada encontro e o debate está bem avançado. Segundo Acácio, as igrejas podem se integrar nas três frentes do plano contra o crack lançado na semana passada: prevenção, acolhimento e proteção, além de inclusão social.

A articulação junto às igrejas cristãs chegou a público ontem, embora já tivesse sido anunciada pelo governador Eduardo Campos (PSB) que convidou toda a sociedade a participar do plano. O secretário Acácio Carvalho considera de fundamental importância o envolvimento das entidades religiosas, porque estão diretamente ligadas às comunidades mais carentes da sociedade, onde o vício do crack tem se ramificado com mais frequência. Segundo Acácio, a fiscalização dos recursos não será problema porque já existe uma estrutura montada no Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Ele funciona em 12 regiões e controla os 600 convênios de assistência social assinados com a secretaria.

"Estimamos que esse número de convênios aumente para uns 650 ou pouco mais. Roldão Joaquim já fez contato com as dioceses do interior, com Dom Fernando Saburido, e com as principais igrejas evangélicas", contou secretário executivo. Acácio Carvalho disse, ainda, que a capacitação dos voluntários religiosos e de todos os demais segmentos da sociedade começa a partir de julho. Antes disso, contudo, todos os inscritos na rede estadual de enfrentamento ao crack (incluindo padres e pastores) devem participar de um seminário sobre o assunto ainda neste mês. De acordo com o coordenador jurídico da Secretaria de Desenvolvimento Social e membro do conselho de combate às drogas, José Edson Barbosa, as igrejas têm autoridade moral e espiritual para entrar nesse enfrentamento, no sentido de orientar os fieis e chegar junto às comunidades carentes para identificar o problema.

"Todos aqueles que têm influência efetiva junto às famílias devem entrar nessa luta", afirmou, num discurso para cerca de 15 reverendos da Igreja Presbiteriana. Só esta denominação, por exemplo, existem cerca de 200 templos.

O papel da Igreja

Por meio do endereço www.sigas.pe.gov.br, qualquer instituição sem fins lucrativos ligada à igreja pode se inscrever na Rede Estadual de Enfrentamento ao crack. Para isso, é preciso preencher o formulário, apresentar sugestões e dizer como quer participar.

A Secretaria de Assistência Social pretende capacitar 20 mil pessoas a partir de julho, além de 18 mil entre os agentes de saúde. Os voluntários das igrejas cristãs estão incluídos no primeiro grupo para ajudar a aplicar o protocolo do crack em 1 milhão de famílias.

As igrejas foram convidadas a participar de todas as etapas do plano de enfrentamento ao crack: prevenção social; acolhida e proteção; e criação de Centros de Atendimento de Usuários de Drogas, especialmente CAUD I (ambulatório) e CAUD II (abrigamento).
Os 31 Centros de Referência Regionais de Acolhimento a Usuários de Crack (CRAS) terão cadastros das famílias que enfrentam problemas com a droga. Os voluntários das igrejas capacitados terão acesso aos dados para dar apoio espiritual e social a essas famílias
Cada CRAS terá três consultórios de rua vinculados, que funcionarão em 48 vans. Os consultórios de rua terão três funcionários, dois de nível superior e um de nível médio. A Igreja pode dar suporte a esses consultórios de rua.

As instituições ligadas às igrejas podem inscrever projetos para receber confinanciamento, por meio de convênio direto, para implantar Centros de Atendimento de Usuários de Drogas (Caud I) e (Caud II). Ainda há discussão de entidades ligadas à igreja podem ser confinanciadas na criação do Caud C (crack).

Ainda nesse mês de junho, vai haver um seminário convidando todos os integrantes da rede de enfrentamento ao crack, inclusive os religiosos.

Na última etapa, a reintegração do usuário de crack, a igreja poderá participar de dois projetos de inclusão social, cedendo espaços para cursos profissionalizantes


Fonte: Diario de Pernambuco

terça-feira, 1 de junho de 2010

Encerramento do mês Mariano


 

Ciclo Junino

Por: Pedro Gomes

Os festejos juninos no Brasil e em particular no Nordeste foram introduzidos desde o início da colonização portuguesa e influenciaram diretamente o costume de nosso povo.

As festas em homenagem aos santos caracterizam valores herdados, bem como as crenças, músicas, danças e comidas típicas. A origem desses festejos no Brasil remonta da primeira metade do século XVI, tendo como referência bibliográfica os escritos de Frei Vicente de Salvador: “As fogueiras, os fogos de artifício, as brincadeiras, o pagamento de promessas e outras tantas crendices, atraiam silvícolas e camponeses à capela. Missas eram celebradas, se contavam histórias, faziam-se adivinhações. Os padres procuravam conquistar aos neo cristãos e lhes fortificar a fé católica.”

No Nordeste, as festas juninas estão diretamente vinculadas ao início da colheita do milho e é sobre esse alimento que se concentra toda a culinária de época.

Na noite do dia 23, véspera do dia de São João, convencionou-se por tradição acender as famosas fogueiras votivas e soltar variados tipos de fogos, para agradecer a fertilidade da terra.

Além desses atrativos, outro aspecto cultural advindo da  Europa é a tradicional quadrilha, dança que abria os bailes da corte em qualquer país europeu e que aqui foi adaptada aos nossos costumes, onde o marcador vai anunciando os passos, no total de trinta, através de nomes aportuguesados do francês como por exemplo:

“Anavantur, anarriêr”, entre outros. Homens e mulheres em fila indiana ficam um de frente para o outro e a cada determinação de passo se desdobram ao toque da sanfona, triângulo e zabumba, instrumentos musicais de percussão típicos dessa dança. Ainda dentro da vasta variedade cultural junina temos os enfeites, balões, bandeirinhas, o casamento matuto, em que se interpreta um matrimônio “debochado”, da severidade dos pais.

Por fim, não se pode deixar de falar nas comidas típicas dessa época, pamonha, canjica, mungunzá, milho cozido, milho assado, bolo de milho verde, bolo de fubá, pé-de-moleque, etc., guloseimas que certamente encontram fácil aceitação no paladar de qualquer pessoa. Portanto, nesse São João, divirta-se! ... é festa, é copa do mundo, torça bastante pelo Brasil, mas na hora de acender a fogueira e de soltar os fogos de artifício tenha bastante cuidado, com fogo não se brinca e não solte balões na cidade, pois pode provocar acidentes e incêndios. No mais, Feliz São João para todos!!!

Quem são os santos do ciclo junino?


Santo Antonio - 13 de junho

Nasceu aproximadamente em 1195 em Lisboa, foi cônego de santo Agostinho por dois anos e depois tornou-se frade franciscano. Faleceu em 13 de junho de 1231, aos 36 anos e foi canonizado no Pentecostes do ano seguinte pelo papa Gregório IX NA Catedral de Spoleto. Em 1946, Pio XII o declarou doutor Evangélico.


São João  Batista - 24 de junho

Parente, profeta e precursor de Jesus, são João Batista foi heróico até o martírio, foi humilde ao ponto de pôr-se em segundo plano (jo, 3,30): “É necessário que Ele cresça e que eu diminua”. Foi São João quem indicou o cordeiro do nosso resgate e depois foi ele mesmo quem batizou Jesus Cristo nas águas do rio Jordão.


São Pedro - 29 de junho

Seu nome judaico era Simão, foi pescador de peixes até que Jesus o chamou para ser pescador de almas e apóstolo. Morreu crucificado de cabeça para baixo, conforme o costume romano de crucificar os escravos, mortirizado por volta no ano 67 na colina do Vaticano onde foi construída a Basílica Constantiniana.

São Paulo Apóstolo - 29 de junho

Saulo nasceu na Cilícia e foi fariseu convertido ao cristianismo aproximada-mente no ano 31. Mudou-se de perseguidor dos cristãos para fiel servidor de Jesus, fundando e animando comunidades e escrevendo cartas. Por amor a Jesus, foi decapitado pelos romanos no ano 67, como atesta Tertuliano.

ARRAIÁ DO BOM JESUS

No dia 19 de junho
Você está convidado
Para participar de um festejo
Bem fraterno e animado...

Na quadra da nossa Igreja
Vai ter muita alegria
Com apresentações e brindes
Na paróquia da Harmonia.

Vai ser logo após a missa
E com muita animação.
Venha para a Igreja
Festejar o São João...

Apoio: Site ForrozeirosPE - http://www.forrozeirospe.com.br

EDITORIAL

Neste mês estamos celebrando os primeiros dois anos de existência da Pascom Harmonia Extra. Comunicar, animar e divulgar as realizações da paróquia é a nossa missão, acreditamos nela e nos esforçamos para desenvolver esse trabalho. Para realizá-lo procuramos estar sempre melhorando o informativo impresso, o blog e, em breve, também queremos estar em outros espaços da internet.

Seguindo a nossa missão, temos a alegria de noticiar, nessa edição, as atividades realizadas em nossa paróquia no mês de maio, quando os movimentos e pastorais, além de algumas ruas e famílias organizaram as noites marianas em homenagem à mãe de Deus.

Para refletirmos sobre o belíssimo mistério da Eucaristia escolhemos para a página 3 alguns trechos do Catecismo da Igreja Católica que podem nos auxiliar a meditar sobre o Corpus Christi, que celebramos no dia 3 de junho.

O curso bíblico está sendo um verdadeiro sucesso. Muitos foram os paroquianos que já receberam o certificado do primeiro módulo e o padre Josivan, feliz com o andamento desse projeto de evangelização, continua fornecendo as instruções sobre as etapas dos estudos. Confira e participe!

Junho é caracterizado também pelas festas do ciclo junino, por isso publicamos um belo texto de Pedro Gomes sobre as tradições destas festividades na nossa região.

Desejamos a todos uma boa leitura e agradecemos o apoio, as orações e as colaborações de todos nestes dois anos de Harmonia Extra.

Equipe Harmonia Extra

“Aquele que pronunciou as palavras: ‘Isto é o meu corpo’, disse essas mesmas palavras também com relação aos pobres”   Frei Raniero Catalamessa, ofm

JUNHO: MÊS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS


“ Tu és grande, Senhor e muito digno de louvor. Tu nos fizeste para ti e o nosso coração não descansará enquanto não repousar em ti”

Santo Agostinho

9 de junho: Bem Aventurado José de Anchieta

Nasceu em 19 de março de 1534, ainda não tinha sido ordenado quando chegou ao colégio de Piratininga que deu origem à metrópole de são Paulo e, para evangelizar os índios, estudou o tupi. Faleceu em 9 de junho de 1597. Foi declarado bem aventurado em 22 de junho de 1980 pelo papa João Paulo II.

História:

José de Anchieta, o mais importante dos jesuítas que estiveram no Brasil, nasceu na ilha de Tenerife, uma das ilhas Canárias, em 19 de março de 1534. Após estudar em Coimbra, Portugal, ingressa na Companhia de Jesus, em 1551. Dois anos depois, ainda noviço, vem para o Brasil na comitiva de Duarte da Costa, segundo governador geral, com o intuito de catequizar os índios.

Em 25 de janeiro de 1554, funda, com Manuel da Nóbrega, um colégio em Piratininga. Aos poucos se forma um povoado ao redor do colégio, batizado por José de Anchieta como São Paulo. Algum tempo depois, é enviado a São Vicente, onde aprendeu a língua tupi. José de Anchieta, também chamado o Apóstolo do Brasil, esteve sempre ao lado dos índios e intercedeu a favor da paz entre índios e brancos. Foi eleito superior dos jesuítas de S.Vicente e de S. Paulo e de 1577 a 1587 dirigiu a província da Companhia de Jesus, no Brasil. Em 1563, foi refém, durante cinco meses, dos índios tamoios. Nesse período escreve o poema em latim "De Beata Virgine Dei Matre Maria - Da Virgem Santa Maria Mãe de Deus". A atividade apostólica de José de Anchieta foi muito intensa. Por certo não lhe faltaram dificuldades e sofrimentos, mas, homem de fé e de espírito missionário, superou provações sempre em união profunda com Cristo, a quem se unia no mistério eucarístico. Anchieta foi catequista, professor, poeta, gramático, estudioso da flora e da fauna, de medicina e de música. Escreveu um número grande de autos, cartas e poesias de cunho religioso, além disso, resultante do seu trabalho de catequese, escreveu Arte da gramática, da língua mais usada na costa do Brasil a primeira gramática da língua tupi-guarani. José de Anchieta morreu no dia 09 de Junho de 1597, aos 63 anos, na cidade de Reritiba, atual Anchieta, no Espírito Santo. Em 1980, foi beatificado pelo papa João Paulo II.

Oração - Bem-aventurado José de Anchieta, infundi em mim o espírito missionário para que possa levar a todos a palavra de Deus. Mestre incansável, protegei os educadores e os jovens. Acendei neles a luz da fé, dai-lhes o dom da ciência, da sabedoria e do discernimento. Santo Apóstolo do Brasil, orientai os responsáveis pelo destino da pátria. Pela intercessão de nossa Mãe Celestial, Maria Santíssima, que tanto venerastes na terra, iluminai meus caminhos para sempre. Amém.

CORPUS CHRISTI - Eucaristia




Em 3 de junho a Igreja celebra o dia de Corpus Christi (Corpo de Cristo). Para a nossa reflexão sobre este tema fundamental para a nossa fé, selecionamos trechos do CIC Catecismo da Igreja Católica que podem nos esclarecer e nos orientar  sobre a beleza e a grandeza do Corpo de Cristo na Eucaristia...



Jesus Cristo está presente na Eucaristia de modo único e incomparável. Está presente, com efeito de modo verdadeiro, real, substancial: com o seu corpo e com o seu sangue, com a sua alma e a sua divindade. Nela está, portanto, presente de modo sacramental, ou seja, sob as espécies eucarísticas do pão e do vinho, Cristo todo inteiro: Deus e homem”.
CIC 1373-1375     1413


“A Eucaristia é o penhor da glória futura porque nos enche de graça e bênção do céu, fortalece-nos para a peregrinação nesta vida e nos faz desejar a vida eterna, unindo-nos já a Cristo, que subiu para a direita do Pai, à Igreja do céu, à Beatíssima virgem e a todos os santos”.
CIC 1402-1405
 

“O ministro da celebração da Eucaristia é o sacerdote (bispo ou presbítero, verdadeiramente ordenado, que age na pessoa de Cristo Cabeça e em nome da Igreja”.
CIC 1348    1411


“ Transubstanciação significa a conversão de toda a substância do pão na substância do Corpo de Cristo e de toda substância do vinho na substância do seu Sangue. Essa conversão se realiza na oração eucarística, mediante a eficácia da Palavra de Cristo e da ação do Espírito Santo. Todavia, as características sensíveis do pão e do vinho, ou seja, as ‘espécies eucarísticas’ permanecem inalteradas”.
CIC 1376-1377     1413

“Na Eucaristia o sacrifício de Cristo se torna também o sacrifício dos membros do seu corpo, a vida dos fiéis, seu louvor seu sofrimento, sua oração, seu trabalho estão unidos ao de Cristo. Como sacrifício, a Eucaristia é também oferecida por todos os fiéis vivos e defuntos, em reparação dos pecados de todos os homens e para obter de Deus benefícios espirituais e temporais. Também a Igreja do céu está unida na oferta de Cristo.”
CIC 1368-1372    1414


“ a Eucaristia é o banquete pascal, portanto Cristo, ao realizar sacramentalmente a sua Páscoa nos dá o seu Corpo e o seu Sangue, oferecidos como alimento e bebida e nos une a si e entre nós no seu sacrifício”
CIC 1382-1384   1391-1396


“ O altar é símbolo do próprio Cristo, presente como vítima sacrifical (altar – sacrifício da cruz) e como alimento celeste que se dá a nós”
CIC 1383   1417


“Ao sacramento da Eucaristia é devido o culto de latria, ou seja, de adoração reservado unicamente a Deus, seja durante a celebração eucarística, seja fora dela. A Igreja, com efeito, conserva com a máxima diligência as Hóstias consagradas, leva-as aos enfermos e às pessoas impossibilitadas de participar da Santa Missa, apresenta-as á solene adoração dos fiéis, leva-as em procissão e convida á freqüente visita e adoração do Santíssimo Sacramento conservado no tabernáculo”.
CIC 1378-1381    1418


Fonte: Compêndio do Catecismo da Igreja Católica, Ed. Paulus e Ed. Loyola. Páginas 94 a 97.

Conselho Pastoral Paroquial


Dia 14 de junho, às 19h30min, após a Missa, realizaremos no Salão Paroquial o Conselho Pastoral da nossa Paróquia referente aos meses de maio e junho.

Pauta:

*Preparação da Festa do Bom Jesus em agosto e jubileu da Paróquia (75 anos);
*Criar comissão para a realização da Assembléia Pastoral Paroquial, nos passos do Documento de Aparecida, e no esteio da Assembléia Arquidiocesana de Pastoral de 2010;
*Criação do Conselho Econômico Paroquial;
*Orientação das Pastorais conforme o projeto de 10 Comissões da CNBB;
*Apresentação da nova secretaria do Conselho Pastoral Paroquial, dos representantes na reunião do Setor, dos novos horários da secretaria da Paróquia, e mais razões administrativas:
* Prestação de contas 1º semestre de 2010.
* Pauta livre.

São convidados a participar dois representantes de cada pastoral, movimento, grupo e serviço de nossa Paróquia.