9 de junho: Bem Aventurado José de Anchieta

Nasceu em 19 de março de 1534, ainda não tinha sido ordenado quando chegou ao colégio de Piratininga que deu origem à metrópole de são Paulo e, para evangelizar os índios, estudou o tupi. Faleceu em 9 de junho de 1597. Foi declarado bem aventurado em 22 de junho de 1980 pelo papa João Paulo II.

História:

José de Anchieta, o mais importante dos jesuítas que estiveram no Brasil, nasceu na ilha de Tenerife, uma das ilhas Canárias, em 19 de março de 1534. Após estudar em Coimbra, Portugal, ingressa na Companhia de Jesus, em 1551. Dois anos depois, ainda noviço, vem para o Brasil na comitiva de Duarte da Costa, segundo governador geral, com o intuito de catequizar os índios.

Em 25 de janeiro de 1554, funda, com Manuel da Nóbrega, um colégio em Piratininga. Aos poucos se forma um povoado ao redor do colégio, batizado por José de Anchieta como São Paulo. Algum tempo depois, é enviado a São Vicente, onde aprendeu a língua tupi. José de Anchieta, também chamado o Apóstolo do Brasil, esteve sempre ao lado dos índios e intercedeu a favor da paz entre índios e brancos. Foi eleito superior dos jesuítas de S.Vicente e de S. Paulo e de 1577 a 1587 dirigiu a província da Companhia de Jesus, no Brasil. Em 1563, foi refém, durante cinco meses, dos índios tamoios. Nesse período escreve o poema em latim "De Beata Virgine Dei Matre Maria - Da Virgem Santa Maria Mãe de Deus". A atividade apostólica de José de Anchieta foi muito intensa. Por certo não lhe faltaram dificuldades e sofrimentos, mas, homem de fé e de espírito missionário, superou provações sempre em união profunda com Cristo, a quem se unia no mistério eucarístico. Anchieta foi catequista, professor, poeta, gramático, estudioso da flora e da fauna, de medicina e de música. Escreveu um número grande de autos, cartas e poesias de cunho religioso, além disso, resultante do seu trabalho de catequese, escreveu Arte da gramática, da língua mais usada na costa do Brasil a primeira gramática da língua tupi-guarani. José de Anchieta morreu no dia 09 de Junho de 1597, aos 63 anos, na cidade de Reritiba, atual Anchieta, no Espírito Santo. Em 1980, foi beatificado pelo papa João Paulo II.

Oração - Bem-aventurado José de Anchieta, infundi em mim o espírito missionário para que possa levar a todos a palavra de Deus. Mestre incansável, protegei os educadores e os jovens. Acendei neles a luz da fé, dai-lhes o dom da ciência, da sabedoria e do discernimento. Santo Apóstolo do Brasil, orientai os responsáveis pelo destino da pátria. Pela intercessão de nossa Mãe Celestial, Maria Santíssima, que tanto venerastes na terra, iluminai meus caminhos para sempre. Amém.

Comentários