CORPUS CHRISTI - Eucaristia




Em 3 de junho a Igreja celebra o dia de Corpus Christi (Corpo de Cristo). Para a nossa reflexão sobre este tema fundamental para a nossa fé, selecionamos trechos do CIC Catecismo da Igreja Católica que podem nos esclarecer e nos orientar  sobre a beleza e a grandeza do Corpo de Cristo na Eucaristia...



Jesus Cristo está presente na Eucaristia de modo único e incomparável. Está presente, com efeito de modo verdadeiro, real, substancial: com o seu corpo e com o seu sangue, com a sua alma e a sua divindade. Nela está, portanto, presente de modo sacramental, ou seja, sob as espécies eucarísticas do pão e do vinho, Cristo todo inteiro: Deus e homem”.
CIC 1373-1375     1413


“A Eucaristia é o penhor da glória futura porque nos enche de graça e bênção do céu, fortalece-nos para a peregrinação nesta vida e nos faz desejar a vida eterna, unindo-nos já a Cristo, que subiu para a direita do Pai, à Igreja do céu, à Beatíssima virgem e a todos os santos”.
CIC 1402-1405
 

“O ministro da celebração da Eucaristia é o sacerdote (bispo ou presbítero, verdadeiramente ordenado, que age na pessoa de Cristo Cabeça e em nome da Igreja”.
CIC 1348    1411


“ Transubstanciação significa a conversão de toda a substância do pão na substância do Corpo de Cristo e de toda substância do vinho na substância do seu Sangue. Essa conversão se realiza na oração eucarística, mediante a eficácia da Palavra de Cristo e da ação do Espírito Santo. Todavia, as características sensíveis do pão e do vinho, ou seja, as ‘espécies eucarísticas’ permanecem inalteradas”.
CIC 1376-1377     1413

“Na Eucaristia o sacrifício de Cristo se torna também o sacrifício dos membros do seu corpo, a vida dos fiéis, seu louvor seu sofrimento, sua oração, seu trabalho estão unidos ao de Cristo. Como sacrifício, a Eucaristia é também oferecida por todos os fiéis vivos e defuntos, em reparação dos pecados de todos os homens e para obter de Deus benefícios espirituais e temporais. Também a Igreja do céu está unida na oferta de Cristo.”
CIC 1368-1372    1414


“ a Eucaristia é o banquete pascal, portanto Cristo, ao realizar sacramentalmente a sua Páscoa nos dá o seu Corpo e o seu Sangue, oferecidos como alimento e bebida e nos une a si e entre nós no seu sacrifício”
CIC 1382-1384   1391-1396


“ O altar é símbolo do próprio Cristo, presente como vítima sacrifical (altar – sacrifício da cruz) e como alimento celeste que se dá a nós”
CIC 1383   1417


“Ao sacramento da Eucaristia é devido o culto de latria, ou seja, de adoração reservado unicamente a Deus, seja durante a celebração eucarística, seja fora dela. A Igreja, com efeito, conserva com a máxima diligência as Hóstias consagradas, leva-as aos enfermos e às pessoas impossibilitadas de participar da Santa Missa, apresenta-as á solene adoração dos fiéis, leva-as em procissão e convida á freqüente visita e adoração do Santíssimo Sacramento conservado no tabernáculo”.
CIC 1378-1381    1418


Fonte: Compêndio do Catecismo da Igreja Católica, Ed. Paulus e Ed. Loyola. Páginas 94 a 97.

Comentários