Arquidiocese leva milhares de fiéis à quarta edição do "Sim à Vida"

Muita alegria e entusiasmo marcaram a quarta edição da Caminhada Arquidiocesana Sim à Vida. Milhares de fiéis católicos, representando todas as paróquias da Arquidiocese de Olinda e Recife, tomaram a Avenida Boa Viagem, na manhã deste domingo (26). Nas faixas, nas bandeiras e nas camisetas a reivindicação pelo respeito à dignidade da vida humana desde sua concepção. Neste ano, também participaram representantes do Espiritismo e de denominações protestantes. A manifestação, organizada pela Comissão de Pastoral para a Vida e a Família, em sintonia com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), todos os anos, antecipa a Semana Nacional da Vida, que a Igreja celebra de 1 a 7 de outubro, culminando com o Dia do Nascituro, no dia 8.
 
A abertura do evento foi realizada pelo arcebispo dom Antônio Fernando Saburido. Por volta das 9h40, ele deu as boa-vindas às crianças, jovens, adultos e idosos que apesar do tempo nublado, enfrentavam o forte calor de mais de 30 graus. "Agradeço a presença de cada um, sejam todos bem-vindos a essa caminhada profética, na qual buscamos sensibilizar a sociedade da urgente necessidade de defender a vida", disse o arcebispo. Banhistas pararam para ver a caminhada do calçadão, moradores dos edifícios da orla acompanhavam das varandas cantando e acenando para a multidão.

O aborto, o desrespeito ao meio ambiente, o trabalho infantil, o racismo e a exploração sexual também foram temas citados por dom Fernando como formas graves de violência que atentam contra a vida, não só humana, mas de todos os seres vivos e lembrou que no próximo domingo (3), temos a responsabilidade de começar a mudar essa realidade nas urnas. "Temos que votar conscientes, não podemos eleger políticos que não têm compromisso com a defesa da vida". "A Igreja não tem candidato, o que temos é compromisso com a ética", completou. Depois do discurso, o arcebispo caminhou junto com os fiéis.

Os cinco trios elétricos intercalavam música e oração. Assim conduziram os participantes por mais de três horas nos três quilômetros do percurso. Pela primeira vez no evento, a paroquiana de Nossa Senhora das Candeias, de Jaboatão dos Guararapes, Maria José de Aquino, de 31 anos, estava animada com a caminhada e destacou a importância do ato: "É muito importante que aconteça caminhadas como essa. Hoje em dia tem muita adolescente praticando aborto, assassinando pessoas inocentes, precisamos concientizá-las".

Juventude - Antes do encerramento, dom Fernando ressaltou a presença maçiça dos jovens na caminhada deste ano. "Estou encantado com a presença de vocês jovens, como é bonito ver que renunciaram a passeios e outras coisas para dizer ao mundo sim à vida", declarou. Para a integrante do movimento Regnum Christi, Lívia Guimarães, 21 anos, é muito importante a presença da juventude nesses eventos, porém ela alerta para a necessidade de uma busca maior pelo conhecimento da fé. "Os jovens têm a força de mudar, mas é preciso que tenhamos clareza da nossa fé para podermos participar ativamente junto com a Igreja na luta pela defesa da vida", afirmou.

De mãos dadas os participantes encerraram a caminhada rezando o Pai Nosso e a Ave Maria. Em seguida, dom Fernando concedeu-lhes a bênção e agradeceu, mais uma vez, a presença de cada um. "Quando nos unimos somos muito mais fortes. Obrigado por abraçar esta causa conosco, continuemos na nossa luta pelo sim à vida", concluiu o arcebispo.

Fonte: http://www.arquidioceseolindarecife.org.br/noticias8.htm

Comentários