terça-feira, 2 de novembro de 2010

A Santidade nos dias de hoje

A Igreja propõe um mês especial para pensarmos sobre a santidade e para refletirmos sobre o nosso primeiro compromisso cristão: tornarmo-nos santos! Abandonando a idéia de santidade baseada em puro cumprimento de obrigações religiosas, cada vez mais, a santidade deve ser entendida como uma tomada de consciência sobre um verdadeiro seguimento de Jesus Cristo, considerando toda a nossa vida e também todas as potencialidades de nossa pessoa. A santidade é o exercício de dar continuidade, com a nossa vida, aos gestos concretos de Jesus com o objetivo de fazer o amor de Deus se materializar nas nossas vidas e na vida das pessoas. Por isso, a Arquidiocese de Olinda e Recife, na pessoa de D. Fernando Saburido, nos  propõe um estado permanente de missão. 

A Igreja entende que em qualquer lugar, no trabalho profissional e na família, na vizinhança  e no engajamento social pelo bem comum, nas entidades de ensino e de comunicação,  devemos ser multiplicadores da mensagem e do amor de Jesus Cristo, quanto possível, reproduzindo na sociedade, a afetividade, o cuidado e o empenho do Bom Pastor. “Todos reconhecerão que sois meus discípulos se vos amardes uns aos outros”. Portanto, a santidade está baseada em nossa capacidade de amar e, bem sabemos, há momentos em que este Amor por Cristo nos exigirá o entendimento e a valentia de verdadeiros santos. Isso não há de nos assustar pois, é praticando o evangelho que haveremos de ser santos de verdade.                                                               

Nenhum comentário: