quarta-feira, 20 de julho de 2011

A Santa Missa

Por: Germana Araújo


A Santa Missa é um banquete mas, antes de sê-lo, é um sacrifício. É o sacrifício incruento (sem derramamento de sangue). É o exato mesmo sacrifício do Nosso Senhor, mas de maneira incruenta: o padre celebra com o pão e o vinho. Missa é uma festa, mas para a Igreja, festa é um perfil de celebração que inclui vasos sagrados, acólitos, incenso, aspersão, cantos, sinos com repicados contínuos...

O foco é o Cristo Crucificado embora, na Missa, também haja ressurreição. A Santa Missa torna presente a Última Ceia, o Sacrifício da Cruz e a Ressurreição, portanto, quem participa da missa participa, verdadeiramente, desses momentos como se fosse transportado para aquelas situações e lugares. Assim, participar da missa significa presenciar todo o sofrimento de Jesus por nós, então, cabe questionarmos: como ficar desatento, conversando, atendendo o celular, distraído... frente a tanta dor e tanto amor? Imagine o Pai vendo a total entrega de seu filho por você e você reagindo com indiferença a tão grandioso ato! O Sacramento da Comunhão é tão grandioso que, para recebê-lo dignamente, é necessário um prévio exame de consciência. A comunhão é a antecipação e a garantia da vida eterna. Jesus disse: “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna...permanece em mim e eu nele”. Jesus, no momento da Consagração (que precede a Comunhão) se torna presente em corpo, alma e divindade.Por isso, participar da Santa Missa é sempre uma grande graça. É fundamental a compreensão de que quando você vai comungar você não vê Jesus, mas Jesus lhe vê verdadeiramente. Por conseguinte, é desrespeitoso que você se vista inadequadamente para participar da Santa Missa; e sobretudo do momento da Comunhão; trajando roupa curta, decotada, com a barriga de fora, costas nuas, shorts, bonés...Mesmo as crianças, que ainda não têm maturidade para participar desse momento, já devem ser orientadas sobre a importância dele e sobre a postura adequada para vivenciá-lo. Lembre-se: uma Comunhão bem feita, precedida por uma reflexão que leva a um arrependimento sincero e vivenciada numa postura digna e respeitosa, consola o Coração de Jesus, repara as ofensas feitas contra Ele e nos faz seus colaboradores e amigos.

Nenhum comentário: