Pular para o conteúdo principal

Comunicadores de Deus no cotidiano

Por Anselmo Cabral (Professor e MECEP)

Precisamos e gostamos de nos comunicar, porque seria impossível vivermos sem realizar alguma forma de comunicação. Comunicamos-nos com palavras, gestos, símbolos, cores, sinais e sons. Usamos de vários recursos para tornar compreensível aquilo que pensamos, queremos, sentimos e cremos. E a nossa capacidade de expressão é um dom com o qual contamos para tornar a realidade do mundo mais justa
e feliz para nós e para as outras pessoas.

O que estamos comunicando?
De que modo estamos fazendo comunicação cristã na sociedade?

Sociologicamente, sabemos que somos produto do meio, das relações que temos com as pessoas e da cultura na qual estamos inseridos. Tudo que faz parte do nosso contexto cultural nos atinge e nos constrói como seres sociais e comunicativos. Assim, é preciso conhecer bem a nossa cultura e as formas como ela foi construída, se quisermos penetrá-la, também, com os valores do evangelho, dos quais necessita.

No dia a dia é difícil a tarefa da evangelização, sobretudo se pensarmos em realizá-la falando sempre em termos de religião. É necessário falar a língua do povo, conhecer e usar bem as ferramentas da boa comunicação para conseguirmos falar de modo cristão sem, necessariamente, falar de religião em momentos, lugares e com pessoas que a priori não estariam abertas para tratar sobre temas que, de outro modo, podem ser simples e eficazmente abordados de forma cristã, esclarecida, contextualizada, e humanizadora!

A comunicação é para fazer o bem. Há um cântico que diz “Palavra não foi feita para dividir ninguém. Palavra é a ponte aonde o amor vai e vem”. Será sempre necessário verificar se o que nos move é o
amor e, se houver outro motivo que não seja o amor em nossas palavras, é bom pensarmos melhor em nossas próprias convicções antes de procurarmos convencer os outros sobre o que temos a dizer. Silêncio também é fala e, bem utilizado, pode ser uma forma de caridade tão importante quanto a palavra.

Pensemos sempre sobre a forma como estamos realizando nossa tarefa de comunicadores e também sobre o conteúdo das nossas comunicações no cotidiano de nossas atividades. Padre Zezinho canta que “Palavra é como brasa, queima até o fim. Quem sabe o valor cuida bem do que diz”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagem para o Dia Internacional da Mulher - Missa dos jovens 17h

Igreja Bom Jesus do Arraial
Grupo: Maria: Rainha dos Apóstolos


Dia Internacional da Mulher


Ser mulher...
É viver mil vezes em apenas uma vida
É lutar por causas perdidas e sempre sair vencedora.
É estar antes de ontem e depois do amanhã
É desconhecer a palavra recompensa
Apesar de seus atos.
Ser mulher...
É chorar de alegria e muitas vezes
Sorrir com tristeza.
É acreditar quando ninguém mais acredita.
É cancelar sonhos em prol de terceiros.
É esperar quando ninguém mais espera.

Ser mulher...
É estar em mil lugares de uma só vez.
É fazer mil papeis ao mesmo tempo.
É ser forte e fingir que frágil...
Para ter um carinho.
Parabéns mulher!
Não pelo oito de março;
Mas,
Por serem mulheres...
Fortes e Lutadoras,
Duras e fracas,
Mulheres de todas as raças,
Mulheres guerreiras,
Mulheres sem fronteiras,
Mulheres de beijo e abraço

Parabéns pelo dia 8 de março


Confira as fotos da entrega das tulipas feita pelo grupo jovem Maria: Rainha dos Apóstolos:

http://www.vibeflog.com/igrejadaharmonia

Andor de Nossa Senhora da Conceição

O blog Harmonia Extra traz em primeira mão para todos os internautas que acompanham o informativo através da internet, como foi os preparativos do andor com a imagem de Nossa Senhora da Conceição.

Com muita fé e amor, o cabelereiro e decorador Silvio com sua equipe, foi quem fez a decoração completa do andor. Este ano, em homenagem a França, o andor foi revestido por rosas vermelhas, azuis e brancas. Nos pés da imagem foi construída uma pequena cidade cenográfica que retrata o tema da Festa “Maria, Um Olhar Sobre a Cidade”.

Antes:   




















Depois:









Equipe que ajudou na Decoração do Andor de Nossa Senhora da Conceição

Entrega de novas fitas do Apostolado da Oração

Na primeira sexta feira do mês de julho, dia 01, tivemos a cerimônia da entrega das fitas às novas zeladas do Apostolado da Oração de nossa paróquia bem como a passagem de antigas zeladas para zeladoras.
Com o recebimento do manual e da patente as novas zeladas incorporam-se a um movimento centrado na devoção ao Sagrado Coração de Jesus. A devoção ao Sagrado Coração de Jesus iniciou-se ao pé da cruz no momento em que o soldado com uma lança perfurou lhe o lado abrindo Seu coração. O 'Apostolado da Oração teve seu início na França em uma casa de estudos em Valsperto de Le Puy. Crescia nos estudantes de teologia e filosofia, presos em seus livros e temas escolares, o anseio de realizar algum apostolado direto nas paróquias junto ao povo. Inspirado pelo Espírito Santo Pe Francisco Xavier Gautrelet, jesuíta, no dia 3 de dezembro de 1844 lançou essa luminosa idéia: oferecer seus trabalhos e estudos, sacrifícios e alegrias, oferecendo tudo, em espírito apostólico, nascendo assim o Aposto…