terça-feira, 20 de setembro de 2011

Setembro, mês da Bíblia

Por Germana Araújo
Psicóloga e Cooperadora Paulina

Aclamado como “mês da Bíblia”, este mês quer nos impulsionar a aprofundar o amor pela Sagrada Escritura.
O mês de setembro foi acolhido pela Igreja porque 30 de setembro é dia de São Jerônimo, um grande biblista. Foi ele quem traduziu a Bíblia dos originais (hebraico e grego) para o latim que naquela época era a língua falada no mundo e usada na liturgia da Igreja. A Bíblia, mais que um livro, é uma carta cheia de ternura de um Pai que se comunica com seus filhos. Como tal, não pode ser apenas um ornamento em nossas casas.

A Palavra de Deus deve ser o nosso alimento de cada dia.

Mais do que história, a Bíblia é portadora de uma Mensagem que denuncia, porque toda situação de injustiça e pecado é contrária ao projeto de Deus; que também anuncia, porque proclama a boa notícia da vinda de Deus.

Na Bíblia encontramos textos para as diversas situações da vida. Ela guia e fortalece nossa fé, é útil na nossa formação, nos momentos de dificuldade, na dor e também nas alegrias: ela norteia a vida do cristão. O mês da Bíblia há de nos ajudar a nos familiarizarmos com o texto Sagrado não só pela leitura que dele se faz na liturgia, mas em nossas leituras e meditações pessoais onde nos alimentaremos com a Palavra de Deus.

Assim, estaremos preenchidos desta Verdade que nos ensina e fortalece na fé e no conhecimento da vontade de Deus; de modo que a Palavra esteja em nós para que nós possamos ser “palavra viva”. Para que, como cristãos, possamos exercer a nossa condição de apóstolo que é “levar, anunciar a Palavra de Deus aos irmãos”.

Nenhum comentário: