Fiéis e turistas rendem homenagens a Nossa Senhora do Ó

Está tudo pronto para uma das maiores festas religiosas da Arquidiocese de Olinda e Recife. Do dia 27 de janeiro até o dia 5 de fevereiro, o distrito de Nossa Senhora do Ó, em Ipojuca, Litoral Sul do Estado, festeja a sua padroeira. Durante os dez dias haverá missas, procissões, recitação do terço e shows. Tradição desde o século 19, a Festa de Nossa Senhora do Ó é parte do roteiro de turistas que lotam as praias do distrito nesse período. De acordo com a organização do evento, são esperadas mais de 50 mil pessoas.
A festa que tem como tema “Maria,fonte de Fecundidade,Sempre a Favor da Vida” começará próxima sexta-feira, 27, com a procissão da bandeira, às 18h. Em seguida, na matriz, haverá a celebração da missa presidida pelo vigário episcopal do Cabo de Santo Agostinho, padre Josivaldo Bezerra. Durante os dez dias serão celebradas missas, às 19h. No domingo, 5 de fevereiro, as comemorações à Nossa Senhora do Ó começam às 5h, com a alvorada festiva. Depois tem missas às 7h e às 10h. À tarde, a partir das 16h, acontecerá a tradicional procissão pelas principais ruas e avenidas do distrito. Em seguida, um missa campal na praça da matriz encerra os festejos.
O pároco, padre Djanilson Pereira, explicou que a devoção a Nossa Senhora do Ó é muito forte na região, que além dos fieis e turistas que aproveitam o período de férias para participar da festa, muitos romeiros de diversas partes do Estado e do país vão até a matriz homenagear a santa. O religioso espera que a festa supere o sucesso do ano passado. “A cada ano o evento cresce mais, graças à participação e o empenho dos leigos. Esperamos um público maior ainda nesta edição”, afirmou.
Como em 2011, a festa terá shows de importantes nomes da música gospel. No dia 28, na praça em frente à Igreja de Nossa Senhora do Ó, haverá a apresentação da cantora católica Celina Borges, com participação do cantor Neto Monteiro. “Trazer importantes artistas da cena musical católica é uma novidade da festa, que tem o intuito de evangelizar e converter os corações”, disse padre Djanilson.
Devoção – A Festa de Nossa Senhora do Ó foi instituída na Igreja Católica, em 656, durante o Concílio de Toledo, chamando-se Festa da Expectação do Parto Divino. No início, a santa era homenageada no sétimo dia antes do Natal, ou seja, em 18 de dezembro. Em cada um dos dias se cantava uma das sete grandes antífonas que começavam com “Ó”, como suspirando. Daí veio o nome ‘Nossa Senhora do Ó’.
Por diversas razões a Festa de Nossa Senhora do Ó é realizada no mundo inteiro, por mais de 200 anos, no primeiro domingo de fevereiro. Em Ipojuca, essa tradição se deu pela falta de sacerdotes na região em dezembro. Desde o século XIX, as festividades acontecem do final de janeiro ao início de fevereiro


Fonte: Assessoria de Comunicação AOR

Comentários